14/02/2017

Anima teu Espírito

Resultado de imagem para anima teu espirito

Anima teu Espírito
Nas horas de extrema amargura, diante das dificuldades que nos são tão úteis, mas que quase nunca identificamos como as divinas auxiliares de nosso progresso; diante da incompreensão alheia, quando somos injustamente julgados por aqueles de quem esperávamos, senão apoio, ao menos compreensão, sobrevêm-nos abatimento físico e moral de tamanha força que, se não reagirmos, nos dominarão por completo.
Ah, momento perigoso! Hora de relembrar, com mais vigor, o mandamento do Divino Mestre: “orai e vigiai”.
Claro! Pois quantas vezes nos tem sido ensinado que a maneira mais hábil de os irmãos das trevas nos afastarem do entusiasmo pelo trabalho dignificante e plantar em nós a semente do desânimo.
Elevemos nosso pensamento, nestas horas, as esferas mais elevadas da espiritualidade, buscando auxílio nos Mensageiros de Jesus.
Ninguém vence se não enfrentar com determinação as dificuldades que encontrar à sua frente.
Ninguém deve esperar facilidades e apenas campos floridos diante de si na tarefa de implantação do Evangelho na Terra. Nosso mérito residirá exatamente na forma como executarmos essa incumbência.
O desânimo, no fundo, nada mais é do que manifestação de egoísmo. É nos mostrarmos infelizes por não recebermos o tratamento que esperávamos dos demais.
Só por isso podemos ver o quanto somos pequeninos.
É hora de engrandecermo-nos, de elevar nosso espírito através da exemplificação.
E, quando diante da prova do enfraquecimento das nossas determinações, busquemos na fé viva a energia que nos permitirá sobrepujar a descrença, o desprezo e a incredulidade alheia. E que nos fará seguir adiante na obra redentora de seareiros, lembrando-nos do Divino Mestre que, preso a cruz, humilhado e desprezado, mesmo frente a tão grande injustiça e ingratidão, ainda assim, legou-nos o mais sublime dos ensinamentos ao elevar a fronte e pedir ao Pai:
– Perdoa-os, pois não sabem o que fazem!
Scheilla

Nenhum comentário:

Prece belíssima!

"O lírio que floresce no lodo é uma estrela de Deus que, brilhando no charco, jamais se contamina." (André Luiz)

Meu coração é uma estrela

Meu coração é uma estrela, e eu fui criado para o bem e para a luz!...
Não fui criado para o mal, nem para a corrupção.
Não recebi uma alma para transfigurá-la em espectro do lodo.
Não fui feito para o vício e a degradação.
Meu corpo é santuário sagrado criado para a exteriorização do amor e da luz.
Meus sentimentos são pérolas que não devo dividir com a imundície.
Meu pensamento é matéria sutil que devo dirigir para as criações superiores.
Minha vontade é alavanca que deseja meu Deus me projete no rumo da paz e da glória.
Situou-me Ele no mundo para que eu me livre do animal que ainda sou e não que o perpetue em mim.
Preparou-me Ele o espírito para a perfeição da angelitude e não para a degradação infamante da forma.Soprou-me na mente o progresso e não o gelo da estagnação.
Portanto, estou no mundo em aprendizado e não em escravidão; em busca da luz e não das trevas; forjando a sublimação e não o retrocesso.
Situa-me, Senhor, dentro desta verdade, e me ampara os caminhos para que eu não ceda às tentações do mundo.
Que eu sirva quanto esteja em mim servir; que eu ame quanto possa; que estenda as mãos e ampare sempre; que esteja próximo quando necessitado; que eu caminhe distribuindo o melhor de mim; que possam contar comigo todos os irmãos do mundo, mas te peço Pai:
não permite que eu me iluda, me vicie e me perca nele, por ingenuidade ou invigilância, e assim, cego, equivocadamente substitua valores e me afaste de Ti, cada vez mais, para meu próprio prejuízo e infelicidade!...

Assim seja!

Prece ditada por André Luiz - Instituto de Estudo, Pesquisa e
Divulgação Espírita André Luiz - Curitiba, PR


OBRAS BÁSICAS

Leia e divulgue as obras básicas da doutrina espírita. "A maior caridade que podemos fazer em relação à Doutrina é a sua própria divulgação"