18/03/2017

LIVRO ROTEIRO: CAPÍTULO VIII-A TERRA -

Imagem relacionada



8 - A TERRA

A Terra é um magneto enorme, gigantesco aparelho
cósmico em que fazemos, a pleno céu, nossa viagem
evolutiva.
Comboio imenso, a deslocar-se sobre si mesmo e girando
em torno do Sol, podemos comparar as classes sociais
que o habitam a grandes vagões de categorias diversas.

De quando em quando, permutamos lugar com os nossos
vizinhos e companheiros.
Quem viaja em instalações de luxo volta a conhecer
os bancos humildes em carros de condição inferior.
Leia mais....
Quem segue nas acomodações singelas, ergue-se, depois,

a situações invejáveis, alterando as experiências que lhe
dizem respeito.
Temos aí o símbolo das reencarnações.
De corpo em corpo, como quem se utiliza de variadas
vestiduras, peregrina o Espírito de existência em existência,
buscando aquisições novas para o tesouro de amor
e sabedoria que lhe constituirá divina garantia no campo
 da eternidade.
Podemos, ainda, filosoficamente, classificar o Planeta,
com mais propriedade, tomando-o por nossa escola
multimilenária.
Há muitos aprendizes que lhe ocupam as instalações, na
expectativa inoperante, mas o tempo lhes cobra caro a
ociosidade, separando-os, por fim, de paisagens e criaturas
amadas ou relegando-os à paralisia ou à cristalização, em
largos despenhadeiros de sombra.

Outros alunos indagam, dia e noite...e, com as perquirições
viciosas, perdem os valores do tempo.
Imaginemos um educandário, em cuja intimidade
comparecessem os discípulos de primária iniciação, exigindo
retribuições e homenagens, antes de se confiarem ao estudo
primeiras lições.
O menino bisonho não poderia reclamar esclarecimentos,
quanto à congregação que dirige a casa de ensino onde está
recebendo as primeiras letras.

E, ante a grandeza infinita da vida que nos cerca, não passamos
de crianças no conhecimento superior.
Vacilamos, tateamos e experimentamos, a fim de aprender e
amealhar os recursos do Espírito.

Compete-nos, assim, tão-somente, um direito: - o direito
de trabalhar e servir, obedecendo às disciplinas edificantes
que a Sabedoria Perfeita nos oferece, através das
variadas circunstâncias em que a nossa vida se movimenta.
Ninguém se engane, julgando mistificar a Natureza.
O trabalho é divina lei.
Pesquisar indefinidamente, na maioria das vezes é disfarçar
a preguiça intelectual.

A vida, porém, é ciosa dos seus segredos e somente responde
com segurança aos que lhe batem à porta com o esforço
incessante do trabalho que deseja para si a coroa
resplandecente do apostolado no serviço.

Nenhum comentário:

Prece belíssima!

"O lírio que floresce no lodo é uma estrela de Deus que, brilhando no charco, jamais se contamina." (André Luiz)

Meu coração é uma estrela

Meu coração é uma estrela, e eu fui criado para o bem e para a luz!...
Não fui criado para o mal, nem para a corrupção.
Não recebi uma alma para transfigurá-la em espectro do lodo.
Não fui feito para o vício e a degradação.
Meu corpo é santuário sagrado criado para a exteriorização do amor e da luz.
Meus sentimentos são pérolas que não devo dividir com a imundície.
Meu pensamento é matéria sutil que devo dirigir para as criações superiores.
Minha vontade é alavanca que deseja meu Deus me projete no rumo da paz e da glória.
Situou-me Ele no mundo para que eu me livre do animal que ainda sou e não que o perpetue em mim.
Preparou-me Ele o espírito para a perfeição da angelitude e não para a degradação infamante da forma.Soprou-me na mente o progresso e não o gelo da estagnação.
Portanto, estou no mundo em aprendizado e não em escravidão; em busca da luz e não das trevas; forjando a sublimação e não o retrocesso.
Situa-me, Senhor, dentro desta verdade, e me ampara os caminhos para que eu não ceda às tentações do mundo.
Que eu sirva quanto esteja em mim servir; que eu ame quanto possa; que estenda as mãos e ampare sempre; que esteja próximo quando necessitado; que eu caminhe distribuindo o melhor de mim; que possam contar comigo todos os irmãos do mundo, mas te peço Pai:
não permite que eu me iluda, me vicie e me perca nele, por ingenuidade ou invigilância, e assim, cego, equivocadamente substitua valores e me afaste de Ti, cada vez mais, para meu próprio prejuízo e infelicidade!...

Assim seja!

Prece ditada por André Luiz - Instituto de Estudo, Pesquisa e
Divulgação Espírita André Luiz - Curitiba, PR


OBRAS BÁSICAS

Leia e divulgue as obras básicas da doutrina espírita. "A maior caridade que podemos fazer em relação à Doutrina é a sua própria divulgação"