19/04/2012

Livro dos Espíritos - 155 Anos!

Parabéns Livro dos Espíritos - 155 Anos!

OLEEspíritas de todo mundo, comemoram neste 18 de abril, o aniversário de 155 anos do lançamento da primeira edição de O Livro dos Espíritos. A data 18 de abril de 1857 é considerada o marco inicial de propagação da Doutrina Espírita. 

O primeiro livro da Codificação, organizado por Allan Kardec, é um agrupamento de perguntas e respostas ditadas pelos espíritos superiores. Para compor a obra, Kardec reuniu respostas semelhantes para as mesmas perguntas feitas por médiuns diferentes em diversas partes do mundo. Aquelas que se confirmavam pela comparação, foram selecionadas para compor a obra.

O Livro dos Espíritos representa a síntese clara e objetiva do que é a Doutrina Espírita e a situa como o grande Consolador prometido por Jesus

Os temas abordados na obra variam desde origem e a destinação futura do homem, até questões fundamentais como o que é Deus. Kardec também se preocupou em apresentar a essência da Doutrina Espírita, mostrando o seu tríplice aspecto que contempla questões filosóficas, a ciência espírita e a religião, ao propor a aproximação do homem a Deus. Por isso mesmo, ela é essencialmente Cristã. 

O Livro dos Espíritos é a obra que contém os princípios da Doutrina Espírita, sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e sua relações com os homens; as leis morais, a vida presente, a vida futura e o futuro da Humanidade segundo os ensinos dados pelos Espíritos Superiores com a ajuda de diversos médiuns. A obra se divide em quatro partes ou livros:

Livro Primeiro – As causas primeiras: aborda a noção de divindade, Criação e elementos fundamentais do Universo.
Livro Segundo – Mundo Espírita ou dos Espíritos: analisa a noção de Espírito e toda a série de imperativos que se ligam a esse conceito, a finalidade de sua existência, seu potencial de auto-aperfeiçoamento, sua pré e sua pós-existência e ainda as relações que estabelece com a matéria.
Livro Terceiro – As leis morais: trabalha o conceito de Leis de ordem Moral, consideradas como as leis naturais ou Divinas, a que está submetida toda a Criação. São elas: lei de adoração, de trabalho, de reprodução, de conservação, de destruição, de sociedade, de progresso, de igualdade, de liberdade e de justiça, amor e caridade.
Livro Quarto – Esperanças e Consolações: consiste em ponderações sobre o futuro do homem, seu estado após a morte, as alegrias e obstáculos que encontra na vida além-túmulo.

Parabéns Doutrina Espírita pela luz que esparge através do mundo, desde então!
E parabéns aos Espíritas de todo o planeta por seguir tão importante Doutrina para toda a humanidade!

Nenhum comentário:

Prece belíssima!

"O lírio que floresce no lodo é uma estrela de Deus que, brilhando no charco, jamais se contamina." (André Luiz)

Meu coração é uma estrela

Meu coração é uma estrela, e eu fui criado para o bem e para a luz!...
Não fui criado para o mal, nem para a corrupção.
Não recebi uma alma para transfigurá-la em espectro do lodo.
Não fui feito para o vício e a degradação.
Meu corpo é santuário sagrado criado para a exteriorização do amor e da luz.
Meus sentimentos são pérolas que não devo dividir com a imundície.
Meu pensamento é matéria sutil que devo dirigir para as criações superiores.
Minha vontade é alavanca que deseja meu Deus me projete no rumo da paz e da glória.
Situou-me Ele no mundo para que eu me livre do animal que ainda sou e não que o perpetue em mim.
Preparou-me Ele o espírito para a perfeição da angelitude e não para a degradação infamante da forma.Soprou-me na mente o progresso e não o gelo da estagnação.
Portanto, estou no mundo em aprendizado e não em escravidão; em busca da luz e não das trevas; forjando a sublimação e não o retrocesso.
Situa-me, Senhor, dentro desta verdade, e me ampara os caminhos para que eu não ceda às tentações do mundo.
Que eu sirva quanto esteja em mim servir; que eu ame quanto possa; que estenda as mãos e ampare sempre; que esteja próximo quando necessitado; que eu caminhe distribuindo o melhor de mim; que possam contar comigo todos os irmãos do mundo, mas te peço Pai:
não permite que eu me iluda, me vicie e me perca nele, por ingenuidade ou invigilância, e assim, cego, equivocadamente substitua valores e me afaste de Ti, cada vez mais, para meu próprio prejuízo e infelicidade!...

Assim seja!

Prece ditada por André Luiz - Instituto de Estudo, Pesquisa e
Divulgação Espírita André Luiz - Curitiba, PR


OBRAS BÁSICAS

Leia e divulgue as obras básicas da doutrina espírita. "A maior caridade que podemos fazer em relação à Doutrina é a sua própria divulgação"