01/12/2010

Natal

O coro de Anjos, junto à Manjedoura, anunciando o Grande Renovador,
nãoapresentaram qualquer palavra de violência. Glória a Deus no Universo
Divino.Paz na Terra. Boa-vontade para com os Homens. O Pai Supremo,
Deus,legando a nova era de segurança e tranquilidade ao mundo, não
declarava o Embaixador Celeste investido de poderes para ferir ou destruir.

Escorria-se o Tesouro Divino, pelas mãos de Jesus, para o serviço da
Boa-Vontade. A lei moisaica do “olho por olho” e do “dente por dente”
encontrara, enfim, o Amor disposto à sublime renúncia até à cruz.
Homens e animais, assombrados ante a luz nascente na estrebaria, se
investiram de júbilo inexprimível.Inolvidável momento aquele, dali em
diante a Terra se renovaria.

Piedade para o algoz, não mais inimigo mas, sim, irmão transviado.
O criminoso passaria à condição de doente. Na Roma dos Césares,
o povo gradativamente extinguiria a matança nos circos. Em Sídon,
não mais escravos teriam os olhos vazados pela crueldade dos senhores.
Em Jerusalém, os pobres enfermos deixariam de ser relegados ao
abandono nos vales de imundície.

O mestre Jesus trouxe consigo a mensagem da verdadeira fraternidade
e, revelando-a, transitou vitorioso, do berço de palha ao madeiro
infamante. Irmão, ao ouvir no Natal os ecos suaves do cântico milagroso
dos anjos, recorda que o Mestre de Luz veio até nós para que nos
amemos uns aos outros.

Natal, Nasceu Jesus! Boa Nova! Boa-Vontade!
Que a nossa simpatia seja para com todos e comecemos a viver realmente
com Jesus, sob os esplendores de um novo dia.

Livro: Fonte Viva

Nenhum comentário:

Prece belíssima!

"O lírio que floresce no lodo é uma estrela de Deus que, brilhando no charco, jamais se contamina." (André Luiz)

Meu coração é uma estrela

Meu coração é uma estrela, e eu fui criado para o bem e para a luz!...
Não fui criado para o mal, nem para a corrupção.
Não recebi uma alma para transfigurá-la em espectro do lodo.
Não fui feito para o vício e a degradação.
Meu corpo é santuário sagrado criado para a exteriorização do amor e da luz.
Meus sentimentos são pérolas que não devo dividir com a imundície.
Meu pensamento é matéria sutil que devo dirigir para as criações superiores.
Minha vontade é alavanca que deseja meu Deus me projete no rumo da paz e da glória.
Situou-me Ele no mundo para que eu me livre do animal que ainda sou e não que o perpetue em mim.
Preparou-me Ele o espírito para a perfeição da angelitude e não para a degradação infamante da forma.Soprou-me na mente o progresso e não o gelo da estagnação.
Portanto, estou no mundo em aprendizado e não em escravidão; em busca da luz e não das trevas; forjando a sublimação e não o retrocesso.
Situa-me, Senhor, dentro desta verdade, e me ampara os caminhos para que eu não ceda às tentações do mundo.
Que eu sirva quanto esteja em mim servir; que eu ame quanto possa; que estenda as mãos e ampare sempre; que esteja próximo quando necessitado; que eu caminhe distribuindo o melhor de mim; que possam contar comigo todos os irmãos do mundo, mas te peço Pai:
não permite que eu me iluda, me vicie e me perca nele, por ingenuidade ou invigilância, e assim, cego, equivocadamente substitua valores e me afaste de Ti, cada vez mais, para meu próprio prejuízo e infelicidade!...

Assim seja!

Prece ditada por André Luiz - Instituto de Estudo, Pesquisa e
Divulgação Espírita André Luiz - Curitiba, PR


OBRAS BÁSICAS

Leia e divulgue as obras básicas da doutrina espírita. "A maior caridade que podemos fazer em relação à Doutrina é a sua própria divulgação"