10/12/2007

Os Guerreiros do Tempo


Resumo do livro: Os Guerreiros do Tempo
Autora: Giselda Laporta Nicolelis


"Bianca morreu. Teria mesmo morrido? O espelho não mostra
sua imagem, mas refletia Arantxa. E Arantxa era maior que a
morte. Era a guerreira do tempo."


"Os Guerreiros do Tempo - É a história comovente de Lauro e
Bianca, um casal de apaixonados. Bianca tinha dezesseis anos
quando conheceu Lauro e imediatamente reconheceu nele o seu
príncipe encantado, só faltando o enorme cavalo branco... Logo se
tornaram íntimos relacionando-se sexualmente sem que seus pais
soubessem.

Filha única, Bianca fala do despreparo de sua mâe em relação aos
assuntos da sexualidade. Estudou só o primeiro grau, sempre foi
dona de casa. O pai, dono de loja, fazia tudo o que era preciso fazer
na rua para a harmonia do lar. Bianca Julgava que sua mãe se
acomodara e não sabia quase nada sobre relacionamento sexual,
mas ambos tinham muito receio que a filha se engravidasse solteira.

O pai confiava que a esposa era capaz de educar a filha sobre cuidados
do lar e assuntos referentes a sexo. Não intervinha. Quando Bianca
precisou consultar uma ginecologista, preferiu entrar no consultório
sozinha para que a mãe não soubesse de nada e, principalmente não
contasse ao pai. Pediu segredo à médica. Esta falou sobre o perigo dos
relacionamentos, a necessidade de usar preservativos, seleção de
parceiros e higiene. Mas ela nem quis ouvir direito e achou um papo inútil
e quadrado. Era como se ela não precisasse de orientação nenhuma, já
soubesse tudo.

Bianca e Lauro passaram alguns dias na praia, dias de grande felicidade.
Quando voltaram, Lauro se ofereceu para doar sangue a um parente que
necessitava para repor estoque. Depois disso ele sumiu... Quando ela
telefonava para a casa dele, ou inventavam uma desculpa ou diziam que
ele havia saído. Passaram-se mais de quinze dias e Bianca cada vez mais
desesperada. Sua mãe entra em seu quarto de repente e pergunta: "o que
está acontecendo com você, filha? Estou aqui para ajudá-la!" Bianca lhe diz
que não é nada, mas a mãe insiste que não ia sair enquanto ela não lhe
dissesse a verdade. Então a menina desabafa: "é o Lauro mãe" e resolve
contar tudo, ainda pedindo para não contar ao pai.

Passaram-se mais algumas semanas, para seu crescente desespero, um
dia ela recebe um telefonema, é do irmão médico de Lauro. Ele lhe
convida para ir ao seu consultório, que o Lauro a esperava lá e tinha algo
a lhe dizer e que sua esposa médica também estaria lá. Seria bom que ela
fosse acompanhada com um membro de sua família. Quando entraram no
consultório, o Lauro estava sentado num canto, cabeça baixa, tristíssimo,
mais magro... Só ergueu os olhos quando o irmão lhe pediu para falar e a
cunhada pousou as mãos em seus ombros. Ele disse para ela perdoá-lo, se
ele subesse jamais faria o que fez com ela. por que ele a amava! Bianca ficou
paralisada e disse para falar de uma vez, antes que ela ficasse histérica.

Os médicos vieram em auxílio perguntando se ela lembrava do exame de
sangue que ele fizera para doação. Obtendo resposta afirmativa o irmão de
Lauro disse-lhe que o sangue dele era soro-positivo, que ele era portador
do vírus da AIDS. O mundo de Bianca desabou, ela em estado de choque,
sua mãe ficou firme e fez muitas perguntas, foi aí que ela descobriu a força
de sua mãe e conseguiu perguntar, quanto tempo de vida? Os médicos
deram-lhes todas as explicações ao seu alcance, dizendo-lhes que havia uma
possibilidade dela não estar contaminada e que era melhor consultar um
infectologista.

Era necessidade urgente contar ao pai e coube à mãe a árdua tarefa...Foi aí
que Bianca conheceu o verdadeiro amor de seus pais e sua valentia em
cuidar e defender a filha. A vida de Bianca mudou muito, tornou-se outra
pessoa. O pai marcou-lhe a consulta com um ótimo infectologista, o Doutor
Saulo. O médico explicou-lhes tudo, com gentileza e esperança ,esclarecendo
todas as dúvidas do momento e pediu o exame e a confirmação do mesmo.
Pronto, era portadora do vírus HIV.

Ao contrário do Lauro que se definhava cada vez mais, ela amparada pelos
pais, decidira lutar. Agarrada à idéia de que há muitas pessoas que convivem
muitos anos com o vírus sem a doença manifestar e há outras que morrem
em avançada idade por outras causas.

Bianca se olha no espelho e se diz Arantxa! Um nome que ela leu num jornal
e achou bonito então ela diz que Bianca morreu e agora é Arantxa. E pensa
que em qualquer fuso horário, a esta hora centenas de milhares de homens
e mulheres, espalhados pelo mundo, dedicam-se a um mesmo objetivo:

A pesquisa científica sobre o vírus HIV.

alice martins

Nenhum comentário:

Prece belíssima!

"O lírio que floresce no lodo é uma estrela de Deus que, brilhando no charco, jamais se contamina." (André Luiz)

Meu coração é uma estrela

Meu coração é uma estrela, e eu fui criado para o bem e para a luz!...
Não fui criado para o mal, nem para a corrupção.
Não recebi uma alma para transfigurá-la em espectro do lodo.
Não fui feito para o vício e a degradação.
Meu corpo é santuário sagrado criado para a exteriorização do amor e da luz.
Meus sentimentos são pérolas que não devo dividir com a imundície.
Meu pensamento é matéria sutil que devo dirigir para as criações superiores.
Minha vontade é alavanca que deseja meu Deus me projete no rumo da paz e da glória.
Situou-me Ele no mundo para que eu me livre do animal que ainda sou e não que o perpetue em mim.
Preparou-me Ele o espírito para a perfeição da angelitude e não para a degradação infamante da forma.Soprou-me na mente o progresso e não o gelo da estagnação.
Portanto, estou no mundo em aprendizado e não em escravidão; em busca da luz e não das trevas; forjando a sublimação e não o retrocesso.
Situa-me, Senhor, dentro desta verdade, e me ampara os caminhos para que eu não ceda às tentações do mundo.
Que eu sirva quanto esteja em mim servir; que eu ame quanto possa; que estenda as mãos e ampare sempre; que esteja próximo quando necessitado; que eu caminhe distribuindo o melhor de mim; que possam contar comigo todos os irmãos do mundo, mas te peço Pai:
não permite que eu me iluda, me vicie e me perca nele, por ingenuidade ou invigilância, e assim, cego, equivocadamente substitua valores e me afaste de Ti, cada vez mais, para meu próprio prejuízo e infelicidade!...

Assim seja!

Prece ditada por André Luiz - Instituto de Estudo, Pesquisa e
Divulgação Espírita André Luiz - Curitiba, PR


OBRAS BÁSICAS

Leia e divulgue as obras básicas da doutrina espírita. "A maior caridade que podemos fazer em relação à Doutrina é a sua própria divulgação"